NewGenShell – New Generation of High Performance Shells for Climatic Chambers

High Performance Shells for Climatic Chambers

O DESAFIO

Investigar, conceber, desenvolver, prototipar e validar um novo conceito de caixas climáticas (com invólucros isotérmicos) com módulos de climatização integrados: as NewGenShell – New Generation of High Performance Shells for Climatic Chambers.
Responder a desafios colocados pelas indústrias automóvel, aeronáutica, eletrónica, biotecnológicas e frigorífica/criogénica na procura de câmaras de teste de grande dimensão com estas características.

 

MAIS-VALIAS DO PROJETO

Potencial de mercado elevado

Esta nova linha de caixas climáticas de grande dimensão corresponde assim a uma necessidade existente de momento nos mercados referidos: serão capazes de gerar condições extremas de funcionamento, sendo altamente competitivas, flexíveis em termos de geometria/dimensão e com um comportamento otimizado em termos termodinâmicos e de eficiência energética, com preocupações ambientais.

Simulação de condições extremas

As câmaras de teste de grande dimensão a desenvolver são capazes de gerar condições extremas de temperatura (-75ºC a 180ºC), humidade relativa (10% a 98%) e ventilação variável. O desenvolvimento de um novo painel multicamada híbrido, resistente e durável faz com que o sistema seja totalmente resistente a este tipo de condições extremas.

Invólucros resistentes e estanques

Os invólucros que compõem as caixas climáticas em causa têm de ser capazes de garantir a estanqueidade (nomeadamente quando sujeitos a um elevado gradiente de pressão), a resistência a grandes cargas e a durabilidade face a ciclos de funcionamento agressivos.

Sistemas modulares

Os mesmos invólucros são concebidos de forma modular: têm origem em kits pré-fabricados com dimensões transportáveis e que apenas ficam dependentes da soldadura de juntas lineares realizadas in-situ de forma robotizada.

CLIMO (CLImatic MOdule)

O conceito modular será, também, aplicado aos sistemas relativos a refrigeração, ventilação, humidificação, alimentação elétrica e controlo da câmara, desenvolvendo-se um único sistema de climatização integrado – o CLIMO (CLImatic MOdule). Este módulo será pré-fabricado, validado de forma totalmente autónoma e posteriormente integrado/montado no invólucro com base num processo plug & play. Isto diminui significativamente o custo de produção e instalação.

Consumo de energia reduzido

Todos os sistemas que integrarão estas unidades CLIMO serão também repensados tecnologicamente para que sejam assegurados consumos elétricos reduzidos, um menor impacte ambiental e um processo de controlo mais eficiente.

 

 

EMPRESAS ENVOLVIDAS

O projeto será executado por um consórcio composto por três empresas/entidades que são referências nos mercados e indústrias em que atuam:

  • MCG mind for metal: empresa portuguesa focada na produção de peças e componentes para mercados exigentes como são os casos dos mercados automóvel e ferroviário). Neste caso em concreto, o contributo para o projeto vem das elevadas competências da MCG na produção de estruturas electro-soldadas, em inox ou alumínio, e, mais recentemente, no desenvolvimento de soluções avançadas que incorporam compósitos.
  • ARALAB: empresa portuguesa especializada no fabrico de equipamentos climáticos e de laboratório destinados aos mercados da biotecnologia, farmacêutica e indústria.
  • ITeCons: entidade NE do SI&I vocacionada para a conceção, desenvolvimento e validação de novos produtos e sistemas tecnológicos.

 

METODOLOGIA

A metodologia de implementação proposta pelo consórcio e pelas respetivas empresas qe o compõem compreende um vasto conjunto de estudos de investigação técnica e industrial, agrupados em cinco grandes grupos:

  • Estudos preliminares.
  • Conceção e projeto do painel e dos componentes do sistema na sua globalidade (estudos teóricos, experimentais e de simulação numérica).
  • Prototipagem e validação.
  • Divulgação de resultados.

 

FUTURAS APLICAÇÕES

No final do projeto, espera-se que a MCG mind for metal possa disponibilizar ao setor industrial, nacional e internacional, invólucros para a construção de câmaras climáticas de grande dimensão com características diferenciadas.

Por seu turno, a Aralab conseguirá disponibilizar aos seus mercados novos sistemas de climatização integrados – os CLIMO –, que, quando associados àqueles invólucros, permitam criar uma linha de câmaras climáticas de grandes dimensões.