Hi-rEV – O Futuro Começa Agora

Preparar a indústria automóvel para o futuro.

Uma agenda mobilizadora composta por 22 empresas, entidades e associações que pretende ajudar as indústrias que produzem componentes para veículos a combustão a fazerem a transição para a produção de componentes para veículos elétricos.


Apresentação


O Hi-rEV é uma agenda mobilizadora para o desenvolvimento, teste e demonstração de uma nova geração de tecnologias, processos e produtos que permitam um novo posicionamento do cluster automóvel nacional nas cadeias de valor globais do carro do futuro​.

 

Evento de lançamento


Recuperação do Sector de Componentes Automóvel

18 Janeiro 2023 , Casa da Música, Porto

Com a presença da MCG, representada pelo Engenheiro Carlos Saraiva, Diretor Geral MCG Automotive, para falar sobre a digitalização na indústria dos componentes automóvel: robotização, automação, machine learning…

 

Objetivos


Posicionar o cluster automóvel nacional nas cadeias de valor globais do carro do futuro através da mobilização da indústria em torno do desenvolvimento, teste e demonstração de novas tecnologias, processos e produtos de nova geração.​

 

Contributo da MCG


A atividade de I&D da MCG Automotive está preparada para contribuir com partilha de conhecimento em projetos, bem como com um forte know-how de engenharia e produção, para ajudar a impulsionar a transição que tem de acontecer no sector automóvel em todo o mundo.

 

Composição do consórcio


Empresas:

  • MCG – MANUEL DA CONCEIÇÃO GRAÇA
  • PALBIT
  • PECOL AUTOMOTIVE
  • RETSACOAT
  • SCHMIDT LIGHT METAL
  • MICROPLÁSTICOS
  • MD GROUP
  • MD PLASTICS
  • SARKKIS – ROBOTICS
  • DREAM FOR IT
  • DRT RAPID
  • GLAREVISION
  • MICROPROCESSADOR
  • SENTINEL CONCEPT
  • STREAK

Entidades:

  • INESC TEC
  • FEUP
  • INEGI
  • UNIVERSIDADE DE AVEIRO

Associações:

  • AFIA
  • AIMMAP
  • MOBINOV

 

Site oficial


Hi-rEV.pt

 

O Projeto Hi-rEV na MCG


MCG é uma das empresas dinamizadoras do projeto Hi-rEV

 

Informações adicionais


Novos conceitos, formas e energias. Até 2035, na Europa, deixarão de ser produzidos motores a combustão, o que implicará mudanças na cadeia de valor iniciada com a produção do Ford Modelo T.

As metas para a transição energética colocam novos desafios às empresas produtoras de componentes puxando-as para uma readaptação na sua estrutura produtiva, recorrendo a materiais, processos e tecnologias diferentes, que representam mudanças disruptivas na sua estrutura produtiva.

Entre as metas europeias encontram-se ainda medidas para uma nova mobilidade dentro dos centros urbanos, que permita a redução do tráfego e a melhoria da qualidade do ar dentro das cidades, através de soluções de mobilidade partilhada e a mudança no paradigma da utilização automóvel. Surgem assim novas oportunidades para o desenvolvimento de novos componentes, mais resistentes, duráveis, e com peso reduzido.

É neste contexto que nasce este projeto agregador de várias empresas com relevância no sector, associadas a universidades e institutos tecnológicos e associações para promover atividades cooperativas na exploração das novas oportunidades já existentes nos mercados emergentes da mobilidade elétrica e do hidrogénio.

Este projeto apresenta um investimento de 50M€ para transformação digital e energética que gerará +163M€ em volume de negócio, 154 novos postos de trabalho, dos quais 35% de mão de obra altamente qualificada, e 180M€ de valor acrescentado bruto.

Os quatro âmbitos principais do projeto Hi-rEV:

 

Financiamento


Hi-rEV – O Futuro Começa Agora MCG

Ficha técnica completa


DESIGNAÇÃO DO PROJETO:
Hi-rEV – Recuperação do Setor de Componentes Automóveis

ENTIDADE PROMOTORA:
PALBIT

ENTIDADES CO PROMOTORAS:
MOBINOV; PECOL AUTO; RETSACOAT; STREAK; SLM; MDGROUP; MDPLASTICS; MICROPLÁSTICOS; MICROPROCESSADOR; MCG; SENTINEL; DFIT; SARKKIS; DRT; GLAREVISION; UNIV. AVEIRO; INESC TEC; FEUP; CINFU; INEGI; AIMMAP; AFIA

DESCRIÇÃO DO PROJETO:
Agenda para o desenvolvimento, teste e demonstração de uma nova geração de tecnologias, processos e produtos que permitam um novo posicionamento do cluster automóvel nacional nas cadeias de valor globais do carro do futuro.

MEDIDA:
Agendas Verdes para a Inovação Empresarial

ENTIDADE BENEFICIÁRIA:
Manuel da Conceição Graça, Lda

INVESTIMENTO TOTAL DA AGENDA:
42.448.331,45 €

INVESTIMENTO  DA ENTIDADE BENEFICIÁRIA:
3.178.317,50 €

DATA DE INÍCIO:
01-01-2022

DATA DE CONCLUSÃO:
31 -12-2024

INCENTIVO TOTAL DA AGENDA:
20.421.263,28 €

INCENTIVO ENTIDADE BENEFICIÁRIA:
1.504.261,65 €

OBJETIVOS E RESULTADOS ESPERADOS:
Mobilizar as empresas transformadoras nacionais do setor automóvel para se posicionarem como exemplos de crescimento inteligente e sustentado, inovação e fornecedores de produtos tecnologicamente avançados. Estas empresas e organizações participarão numa série de projetos, com o objetivo de reposicionar as suas capacidades de fabrico em resposta às exigências da indústria/consumidor.

OUTROS OBJETIVOS:
» Posicionar o cluster automóvel nacional nas cadeias de valor globais do carro do futuro através da mobilização da indústria em torno do desenvolvimento, teste e demonstração de novas tecnologias, processos e produtos de nova geração.
» Desenvolver, testar e demonstrar novas tecnologias, metodologias e processos para a transformação digital do cluster automóvel nacional no contexto da indústria 4.0.
» Desenvolver, testar e demonstrar novos materiais e novos processos em áreas nucleares do cluster automóvel nacional, nomeadamente os interiores e as estruturas.
» Capacitar a indústria para novas competências na área da conetividade, relação produto-fábrica e produto-serviço.
» Desenvolver, testar e demonstrar novos conceitos e novas formas de desenvolvimento e validação de produtos, tendo em conta as tendências do automóvel conectado, elétrico e autónomo.

INVESTIMENTO:
42,448,331.45 €


Partilhe esta página